19.9.17

Visita guiada à biblioteca

Com o objetivo de desenvolver competências de literacia da informação e formar para a utilização autónoma da biblioteca, os alunos do 5ºano têm sido recebidos pela professora bibliotecária com quem têm feito uma visita guiada à biblioteca. Posteriormente, participam num bibliopaper, onde aplicam os conhecimentos adquiridos.









18.9.17

Prémio para a Paz Gustav Heinemann 2017

Imagem da autoria da Editora Planeta Tangerina
A obra Daqui ninguém passa, da autoria de Isabel Minhós Martins e Bernardo P. Carvalho venceu o prémio para a Paz Gustav Heinemann 2017.
Este prémio é um dos mais importantes galardões para livros infantis publicados em língua alemã.
Segundo informação recebida da editora Planeta Tangerina, este prémio foi criado em 1983, em homenagem às políticas de paz do Presidente alemão Gustav Heinemann. O prémio é concedido a livros que encorajem os mais novos a lutar pela coragem moral e pela tolerância, pelos direitos humanos e por formas não-violentas de resolução de conflitos.
Este livro foi publicado em língua alemã pela editora Klett, de Leipzig, traduzido por Franziska Hauffe.

Esmeralda, com Síndrome do Amor

Uma outra obra, Esmeralda, a Menina com Síndrome do Amor, foi escrita por Helena Inês "com a intenção de potenciar um olhar renovado sobre a diferença" e ilustrada por Nuno Ezequiel.
 

Um olhar cheio de amor....

"Tenho  uma amiga chamada Esmeralda.
Há quem diga que é doente ou deficiente.
Não sei o que isso quer dizer e, por isso, fui perguntar.
A Ana, a miúda mais esperta da turma, respondeu-me:
- Ela é atrasada!
Atrasada para quê? - pensei eu. Mas tive vergonha de perguntar. É que eu não sou tão esperto como a Ana.
(...)"


O país dos avós

Uma outra obra que recebemos foi O país dos avós, da autoria de Maria de Lourdes Soares e com ilustrações de Carla Nazareth.
É mais um sonho? É mais um país do imaginário de Maria de Lourdes?
Ora espreitem...

 
"Era uma vez, talvez um país.

O País dos Avós existe há séculos
e o seu mapa imaginário está guardado
em mentes antigas de sonhadores;
mas só lá entram aqueles que acreditam
que os seus sonhos podem realizar-se!

O país não tem poiso fixo:
aninhado em grandes castelos de nuvens brancas,
flutua, paralelo à Terra e ao Céu,
abrigado do frio, do calor, do vento e da chuva;
e também das injustiças do mundo, lá em baixo."
(...)

A avó que sonhava o mar

Uma outra obra cheia de sonho foi a que recebemos de Lurdes Breda: A avó que sonhava o mar



Para que possam sonhar...

"Os olhos da Teresinha são azuis. Um azul sem nuvens, com pássaros de papel e vento norte.
A avó Maria diz que os olhos da Teresinha são o céu com reflexo do mar. Neles avista as velas dos barcos por entre as asas dos pássaros. (...)"

Além do livro, foi editada, igualmente, uma coleção de seis postais.
 




Cantarolares com sabor azul

A alegria de escrever e de sonhar alimenta os autores que nos fazem chegar as suas obras.

Cantarolares com sabor azul é um livrinho da autoria de Risoleta Pedro. É um livro com "Poemas para todos os dias: dos Natais aos dias (quase) normais".



Para que possam saborear...

Nesse dia
era a chuva que caía
nesse dia
era a mãe
que só dormia
nesse dia
era eu
que te trazia
uma mosca
esmagada
e muito fria.
Nesse dia
eu cresci
mas ninguém via.
 
 


13.9.17

O início de mais um ano letivo

Hoje, dia 13 de setembro, iniciou mais um ano letivo.


Para alguns alunos, foi o reencontro com colegas e professores, mas para os alunos do 5º ano de escolaridade a realidade é diferente. Estes alunos iniciam uma outra etapa,  numa nova escola e um nível de ensino estruturado de forma diferente do 1º Ciclo.
A escola mobilizou-se para os acarinhar, fazendo uma visita guiada pela escola. A biblioteca foi um dos espaços visitado pelos novos alunos.



Na biblioteca, uma pequena exposição com algumas obras de Alexandre Herculano, o patrono da escola.



No átrio da biblioteca, uma exposição sobre a vida e obra de Alexandre Herculano.



















15.7.17

Visita Cultural

Cumprindo a tradição, a Biblioteca Escolar organizou mais uma visita cultural. Este ano foi a Lisboa, onde começámos por visitar o Museu da Presidência. Neste Museu fizemos um percurso que se iniciou com os Símbolos Nacionais e terminou numa abordagem às atividades dos Presidentes.


Após o almoço, fomos ao Museu do Azulejo. Aqui ficámos a conhecer a evolução do azulejo em Portugal e fomos sensibilizados para a importância patrimonial do Convento e Igreja da Madre de Deus.


De seguida, visitámos o Museu de Arte, Arquitetura e Tecnologia (MAAT).

Começámos por visitar a exposição Yo nunca he sido surrealista hasta el dia de hoy, de Carlos Garaicoa "que explora a relação entre a cidade e o homem, arquitetura e urbanismo, ficção e realidade".

Continuámos com a exposição Utopia/Distopia que apresenta obras de artistas e arquitetos. Esta exposição convida a uma reflexão sobre o desequilíbrio entre o desenvolvimento tecnológico e a qualidade de vida.

Ainda no MAAT, fomos à cobertura do edifício que constitui o percurso pedonal da frente ribeirinha com uma excelente vista sobre o rio Tejo e sobre a cidade.




Ao fim do dia, uma viagem até ao Estoril, onde jantámos e nos divertimos...


 ...de seguida fomos até ao Casino do Estoril para assistirmos, no Salão Preto e Prata, a um grande espetáculo, "A volta ao Mundo em 80 minutos", de Filipe La Féria, com João Baião à frente de um grande elenco de cantores, bailarinos e acrobatas, não faltando excelentes elementos cénicos.

Foi um dia fantástico para o qual todos contribuíram com a sua boa disposição, alegria, pontualidade e cumprimento rigoroso do programa estabelecido.

Estão, desde já, convidados para a próxima visita cultural da Biblioteca Escolar que será em julho de 2018...


CNL - Prestação de provas nacionais

No passado dia 7 de julho, o Rafael Raimundo, como o aluno vencedor da fase intermunicipal, participou na Final Nacional do Concurso Nacional de Leitura (CNL) que se realizou na Biblioteca Municipal de Anadia.

Acompanhado pelos pais, Eliseu Raimundo e Marina Lucas, e pela professora bibliotecária, Elsa Carvalho, compareceu na biblioteca, onde foi recebido pelo Secretariado do CNL.


Com ar descontraído e confiante, aguardou pela hora do início da prova.


Pelas 10 horas e 30 minutos teve início a prova escrita com a duração de 45 minutos.

Enquanto os alunos realizaram a prova, os acompanhantes realizaram uma visita em comboio turístico a Anadia, Capital do Espumante.
Pelas 11 horas e 30 minutos, os alunos e acompanhantes realizaram uma visita guiada da Biblioteca Municipal de Anadia ao Museu do vinho Bairrada.


Foi neste Museu que almoçaram.












Quanto à Prova Final realizou-se no Cineteatro de Anadia.


Aproximava-se, assim, o momento de conhecer os finalistas...mas antes um momento cultural...


...entretanto, foi apresentado o júri nacional...


...o anúncio dos finalistas e seu acompanhamento na prova final esteve a cargo do José Carlos Malato...

...e os finalistas foram...


Entre a prestação de provas do 3º Ciclo e do Secundário houve mais um momento cultural...


A equipa da Lezíria: o Rafael de Santarém e a Mariana de Coruche com os professores acompanhantes

Apesar de ser um excelente leitor e um exímio construtor de narrativas plenas de criatividade, o Rafael não foi selecionado pelo júri para passar à fase final.
Outras oportunidades surgirão, contudo mais importante do que ganhar a prova é enaltecer o seu amor pelos livros e o esforço que faz para responder com brio a todas as solicitações.
Parabéns, Rafael Raimundo! É para nós um grande orgulho seres aluno da Escola Alexandre Herculano.