28.1.16

SuperTmatik de Espanhol -os Campeões do 7ºano

Há pouco disputou-se a eliminatória do campeonato de Espanhol ao nível do 7º ano a fim de se apurarem os alunos que representarão a escola na Grande Final online. São eles:

- Campeão - Leandro Duarte
- Vice-Campeão - Bruno Paulo

Parabéns, Leandro!
Parabéns, Bruno!

SuperTmatik de Cálculo Mental - os Campeões do 9ºano

Ontem disputou-se a eliminatória do campeonato de cálculo mental ao nível do 9º ano a fim de se apurarem os alunos que representarão a escola na Grande Final online. São eles:

- Campeão - Miguel Oliveira
- Vice-Campeão - Carolina Esteves

Parabéns, Miguel!
Parabéns, Carolina!

26.1.16

SuperTmatik de Cálculo Mental - Os campeões do 8º ano

Hoje disputou-se a eliminatória do campeonato de cálculo mental ao nível do 8º ano a fim de se apurarem os alunos que representarão a escola na Grande Final online. São eles:

- Campeão - Miguel Alcobia
- Vice-Campeão - Eduardo Ribeiro

Parabéns, Miguel!
Parabéns, Eduardo!

24.1.16

Metas Curriculares - 5ºano

Nas Metas Curriculares de Português estão indicadas algumas obras de leitura obrigatória, pelo que temos vindo a adquirir, para a Biblioteca Escolar, os livros nela contemplados.



22.1.16

Biblioteca e Arquivo de António Sérgio



Segundo a RBE, "a biblioteca pessoal de António Sérgio, instalada na sua antiga residência (Travessa Moinho de Vento 4, Lisboa) é composta por cerca de 7500 monografias, parte significativa das quais estão anotadas, e 330 publicações periódicas distribuídas por inúmeras áreas do conhecimento. Das 4480 obras catalogadas (1012 analíticos; 2925 monografias; 215 periódicos; 25 miscelâneas; 2 registos áudio e 4 registos vídeo), 334 têm associada a digitalização correspondente à obra.
O Arquivo Pessoal de António Sérgio é constituído por documentação produzida, recebida e colecionada por António Sérgio ao longo da sua vida. Pela sua riqueza histórica e cultural e pelas novas informações que traz à vida e história do seu produtor, era imperativo o seu tratamento, preservação e divulgação para que pudesse chegar ao maior número possível de pessoas. Foram digitalizados cerca de 2150 documentos, num total de cerca de 10100 páginas, encontrando-se já descritos e disponíveis para consulta online 287 documentos.
As obras e documentação referidas estão acessíveis através do Centro de Documentação e Informação António Sérgio".

21.1.16

SuperTmatik de Cálculo Mental - Os campeões do 7º ano

Hoje disputou-se a eliminatória do campeonato de cálculo mental ao nível do 7º ano.
Entre os oito participantes, os alunos apurados para representarem a escola na Grande Final online são:

- Campeão - André Noronha
- Vice-Campeão - Maria Inês Paveia

Parabéns, André!
Parabéns, Maria Inês!

20.1.16

SuperTmatik de Cálculo Mental - Os Campeões do 6º ano

Mais uma eliminatória do Campeonato de Cálculo Mental. Hoje foi entre os campeões e os vice-campeões do 6º ano.
Entre os doze participantes, os alunos apurados para representarem a Escola na Grande Final Online são:

Campeão - Martim Marques, 6ºD
Vice-Campeão - Ana Marques, 6ºA
 
Parabéns, Martim!
Parabéns, Ana!

19.1.16

SuperTmatik de Cálculo Mental - Os Campeões do 5ºano


Hoje disputou-se a eliminatória do Cálculo Mental, entre campeões e vice-campeões das turmas do 5ºano.
Entre os catorze participantes, os alunos apurados para representarem a escola na Grande Final Online são:

Campeão - Diana Barreto, 5ºG
Vice-Campeão - António Sebastião, 5ºA

Muitos parabéns, Diana e António!

18.1.16

Concurso Nacional de Leitura - alunos apurados



Hoje, pelas 10 horas e 20 minutos, decorreu a prova de escola no âmbito do Concurso Nacional de Leitura. Os três alunos que conseguiram melhor pontuação foram os seguintes:

- João Pedro Pimenta, 8ºA
- Tomás Cordeiro da Silva, 8ºA
- Miguel Silva, 7ºA.

Estes alunos irão participar na 2ªfase do Concurso Nacional de Leitura que consistirá na prestação de uma prova distrital que se realizará até 30 de abril.
Agora, há que aguardar pelo nome das obras que devem ser lidas.

14.1.16

Maratona da Palavra

A "Maratona da Palavra" é uma atividade colaborativa das Bibliotecas Escolares (BE) do concelho de Santarém, que consiste na construção de uma história a partir da personagem representada como mascote, o Campino.
As Bibliotecas Escolares do Agrupamento de Escolas Alexandre Herculano tiveram o privilégio de darem início à Maratona.
Assim, na Oficina de Escrita, a decorrer às terças-feiras ao fim da tarde na Biblioteca Escolar da Escola Básica Alexandre Herculano, o Rafael Raimundo e o Tiago Figueiredo, alunos do 6º ano, imaginaram a narrativa. Ao longo da sua construção, foram muitos os momentos de boa disposição, divertindo-se com o que estavam a escrever.



Enquanto a tarefa de escrita se realizava na EB Alexandre Herculano, na Unidade de Apoio Especializado para a Educação de Alunos com Multideficiência e Surdocegueira congénita (UAM) da EB de São Domingos construía-se a mascote e nas turmas regulares desta mesma escola ilustrava-se a narrativa.


Hoje, dia 14 de janeiro, a narrativa foi colocada dentro de uma Maleta, é o "testemunho" que será entregue nas várias Bibliotecas Escolares do concelho de Santarém.


Acompanhados pela professora bibliotecária Risoleta Montez, foram à BE da EB de São Domingos para receberem a mascote.


Aqui fomos recebidos com muito carinho pela Mariana da UAM, pela professora bibliotecária Elsa Carvalho, assim como pelas docentes e assistentes operacionais.



Daqui seguimos para a EB D.João II, escola que irá dar continuidade à narrativa iniciada na Alexandre Herculano.




















 Nesta Escola fomos recebidos pela professora bibliotecária Carmen Valadas.



As professoras bibliotecárias das Bibliotecas Escolares do Agrupamento de Escolas Alexandre Herculano agradecem a todos os alunos, docentes e assistentes operacionais que colaboraram na concretização deste projeto com a sua criatividade, carinho e dedicação.
Um grande, grande obrigada.

11.1.16

História das Histórias


Infante D. Henrique, o Navegador dos sonhos é uma obra com texto de José Jorge Letria e ilustrações de Afonso Cruz.
"Quando era pequeno, Henrique, o quinto filho de D. João I e de D. Filipa de Lencastre, fundadores da dinastia de Avis, sentia com frequência a presença do mar nos seus sonhos de menino. Do mar ainda sabia muito pouco, embora, tendo nascido no Porto, na vizinhança do rio Douro, não estivesse muito longe dele, do seu cheiro a maresia e do ruído das ondas batendo nas rochas escarpadas.
- O que será que existe para além deste mar que se alonga até ao horizonte? - perguntava, às vezes, o Infante a D. Lopo Dias de Sousa, mordomo-mor da rainha, que também tinha a seu cargo o acompanhamento da educação dos príncipes.
- Só andando sobre as suas ondas poderemos encontrar resposta para essas perguntas, senhor - respondia o fidalgo, sem encontrar uma forma imaginativa de satisfazer a enorme curiosidade do jovem príncipe"


Caras e Coroas Reis e Rainhas de Portugal para Miúdos, é uma obra com texto de José Jorge Letria e ilustrações de Ricardo Cabral.

"Um trono sem rei sentado
é uma peça de museu
e falta um cronista que conte
o que na história aconteceu.

É um cronista sem tempo,
sem lugar e sem idade
que nos relata o que sabe
com humor e liberdade.

Por muito já ter vivido,
perdeu sonhos e ilusões,
mas recorda-se dos nomes
dos títulos e dos brasões.

(...)

O passado foi como foi
e como tal será lembrado,
tendo os reis e rainhas
o seu lugar reservado.

A História não se muda,
nem emudece calando;
por isso aqui a contamos
tantos nomes recordando".

São mais duas obras adquiridas pela biblioteca escolar que poderão ser um recurso nas aulas de História.

Galileu à luz de uma estrela

 
"A maior sabedoria que existe é alguém conhecer-se a si próprio", Galileu Galilei.

É com este pensamento que José Jorge Letria inicia a sua obra Galileu à luz de uma estrela.

Logo a seguir, começa a narrativa que foi ilustrada por Afonso Cruz.

"Sou uma estrela muito brilhante e longínqua que tem uma história para te contar. E não é uma história qualquer. É a história de um homem muito especial, que viveu há muitos anos e que, na escuridão das noites frias, gostava de observar as estrelas distantes como eu e de conversar com elas baixinho, para ninguém poder ouvir aquilo que diziam entre si na imensidão do Universo.
Não sou uma estrela do futebol, da música ou do cinema, daqueles que andam sempre a fugir dos fotógrafos que as perseguem por toda a parte. Sou uma estrela do firmamento, semelhante àquela que todos os dias te ilumina e aquece e que se chama Sol. Conheço-o muito vagamente, porque vivemos a uma enorme distância uma da outra, já que, no Universo, todas as distâncias são enormes e é difícil termos vizinhos e conviver com eles porque moram sempre demasiado longe.
Neste momento, imagino que estejas já a perguntar o que faz aqui uma estrela a tentar conversar contigo e quem é esse homem muito especial cuja história eu anunciei que queria contar-te".
(...)

Este é apenas um trecho da obra Galileu à luz de uma estrela, existente na biblioteca.

10.1.16

Workshop: À descoberta de Matemáticos Ilustres"

Concurso: "Elos de Leitura em Cartaz"


O concurso da iniciativa do Plano Nacional de Leitura enquadra-se na 10ª Edição da Semana da Leitura.
Os objetivos definidos foram os seguintes:
- promover o gosto pela leitura, sublinhando as dimensões do prazer, da festa e da partilha;
- promover o conhecimento e a compreensão de temáticas diversas, de textos e de autores nacionais ou internacionais;
- tornar evidente a importância da leitura e da escrita, na comunidade escolar, dando-lhe visibilidade;
- estimular a imaginação, articulando a palavra e a leitura com as ciências e as artes.

Assim, devem ser criados cartazes originais que decorram de leituras livremente realizadas no âmbito de diversas áreas do saber, projetos ou celebrações/comemorações locais, nacionais ou internacionais.


Para mais informações, deixamos aqui o respetivo regulamento.




7.1.16

Vasco Granja, um grande divulgador da Banda Desenhada

Vasco Granja (1925-2005) foi um grande divulgador da Banda Desenhada em Portugal. Trabalhou em revistas da especialidade e na RTP.

Para leitura de um artigo sobre Vasco Granja, visite o site Ensina RTP clicando na imagem

Tintin, herói intemporal de Hergé

No próximo dia 10 de janeiro, comemora-se o nascimento da personagem Tintin. 

"Repórter destemido, correu o mundo em aventuras e foi o primeiro a chegar à Lua. Tintim saiu das mãos do belga Hergé em 1929 e transformou-se num herói da banda desenhada, sempre a atrair leitores para as suas histórias inesquecíveis. Quem não o conhece?"
http://ensina.rtp.pt/artigo/tintim-heroi-intemporal-de-herge/
Para leitura integral do artigo publicado na página Ensina RTP, clique na imagem

Banda Desenhada em Exposição

Na disciplina de Português, os alunos do V91, devidamente orientados pela professora Fátima Oliveira, construíram algumas bandas desenhadas.










  Ainda estávamos a montar a exposição e já tínhamos visitantes.




Para complementar a exposição, a equipa da BE expôs alguma informação sobre esta narrativa que conjuga texto e imagem: a linguagem da banda desenhada, o tipo de planos e ângulos de visão, códigos de comunicação e estilos gráficos.


A ocasião foi, igualmente, aproveitada para comemorar o aniversário de nascimento da personagem Tintin.




Boas Práticas na BE da EB Alexandre Herculano

"À descoberta de autores e de livros" é um espaço online alojado no blogue da Biblioteca Escolar, onde os alunos do 2ºciclo encontram informações e desafios sobre os vários autores e as respetivas obras contempladas nas Metas Curriculares de Português. Os alunos são, também, convidados a participar no concurso com o mesmo nome, assim como a partilhar a sua opinião sobre as várias obras.
Esta atividade, promovida pela Biblioteca e da responsabilidade da docente Teresa Pacheco, foi considerada uma Boa Prática e está a ser divulgada no site da Rede das Bibliotecas Escolares.

Para visualizar o vídeo de apresentação do projeto, basta clicar na imagem

6.1.16

Esdrúxulas, graves e agudas, magrinhas e barrigudas



"O acento agudo que queria ser til"
 
"Era uma vez um acento agudo que sonhava ser til e por isso passava o dia deitado e a andar com a barriga para cima e para baixo.
Nós, os outros acentos, bem podíamos puxá-lo, empurrá-lo, incliná-lo para a direita. Mas nada. Fomos até buscar palavras lindas como CAFÉ, BARNABÉ, JACARANDÁ, TRISAVÓ, PÃO-DE-LÓ...
Mal o púnhamos ao alto da palavra, na posição certa, ele deixava-se cair e lá se punha a andar com a barriga para cima e para baixo, mais parecia as bossas de um camelo a caminhar no deserto.
- Eu quero ser um til! - dizia ele.
- Mas não és! Tu és um acento agudo como o teu pai e a tua mãe.
- Não me interessa nada disso! Já disse que quero ser um til e vou treinar até ser mesmo um til.
Era mesmo teimoso o raio do acento agudo! E é claro que não conseguia ser um til porque, mal subia para cima de palavras como CAMÕES, PANTALEÃO, ou GUIMARÃES, ESCORREGAVA e vinha parar ao chão.
Mesmo assim não desistia. Barriga para cima, barriga para baixo, treinava sem parar, sempre com o sonho impossível de vir a ser um til.
Um dia, estava o nosso acento agudo a treinar, barriga para cima, barriga para baixo, quando viu aproximar-se uma minhoca verde linda. Vinha a minhocar tal e qual como ele, barriga para cima, barriga para baixo...
O acento agudo piscou o olho à minhoca verde. Ela sorriu-lhe timidamente a apaixonaram-se perdidamente um pelo outro.
Pouco tempo depois, o acento agudo desistiu de ser um til e pediu a minhoca verde em casamente.
Casaram-se, foram felizes para sempre e tiveram vários filhos a quem deram os nomes de Gastão, Sebastião, Simão e João".
 
 
Este é um dos contos da obra Esdrúxulas, Graves e Agudas, Magrinhas e Barrigudas, da autoria de José Fanha e com ilustrações de Afonso Cruz, livro que poderão encontrar na Biblioteca.
 
 


4.1.16

Livros para trabalhar as emoções


"Percebi, certo dia, que o espelho do meu quarto é uma grande contradição: o meu lado esquerdo, quando refletido, torna-se direito e o direito, esquerdo, mas a parte de cima não se torna parte de baixo. Nem a parte de baixo, parte de cima.
Acontece o mesmo com o meu gato. Mesmo quando se vira o espelho ao contrário.
Reparei noutras coisas que pareciam impossíveis, apesar de o meu pai me dizer: os cientistas explicam isso tudo.
Ontem caminhava com a minha mãe, pelo parque, quando gritei: impossível!
À minha frente estava um casal de namorados, aos beijinhos.
Eram 2 mas só tinham uma sombra (de tão agarrados que eles estavam)".

É assim que começa a obra A Contradição Humana, da autoria de Afonso Cruz, um livro recomendado para apoio a projetos relacionados com a cidadania nos 3º, 4º 5º e 6º anos de escolaridade.



"Trimmm...10h15: hora do intervalo!
As crianças correram para o recreio com bolas e cartas. Enquanto os outros brincavam, uma menina ficou sentada no banco a comer o lanche. Todos pareciam felizes a brincar, mas a Eva não tinha vontade de cantar nem saltar à corda como dantes. Comia tão devagarinho que, quando tocou para entrarem na aula, ainda lhe faltava beber o iogurte.
Meninooos! Vamos entraaar! - gritou lá do fundo a professora Cremilde.
A professora Cremilde era muito atenta e gostava de ver as crianças a brincar durante o intervalo. Já há alguns dias que prestava especial atenção às mudanças da Eva. Alguma coisa se passava com aquela menina que andava sem brilho nos olhos.
- Eva, vens comigo buscar cartolinas à sala verde? - perguntou a professora já na aula."

Este é o trecho inicial do livro Corações Crescidos, da autoria de Vera Lisa Barroso, para uma abordagem aos momentos tristes da vida.



"O Lucas tinha medo do escuro.
O escuro vivia na casa do Lucas. Era uma grande casa, com um telhado que rangia, com janelas lisas e frias e com muitos lanços de escada.
Por vezes, o escuro escondia-se no armário da roupa".

Começa assim o livro O Escuro, da autoria de Lemony Snicket e ilustrado por Jon Klassen, uma história de superação de um dos medos associados à infância, o escuro.

Estes três livros pertencem ao grupo de livros adquiridos o mês passado pela Biblioteca Escolar.