16.11.16

Oficina de Escrita - 2ª Sessão

Nesta sessão, o desafio teve a seguinte sequência:
1. Cada aluno escreveu dois nomes comuns, um cada pedaço de papel.
2. Entre os vários nomes escritos, foram tirados dois à sorte: "chuteira" e "capitão".
3. De seguida, cada um imaginou várias combinações possíveis com estes dois nomes.
4. Entre essas combinações, cada um optou por uma combinação que serviu de título a uma curta história.

A Maria Machado imaginou três combinações:
"O capitão Chuteira"
"A chuteira do capitão"
"A chuteira que engoliu o capitão"

Quanto ao seu texto, teve o título
"A chuteira que engoliu o capitão"
No dia vinte e quatro de outubro aconteceu um episódio fatal.
Tudo aconteceu quando um jogador de futebol se descalçou após o jogo: a chuteira farta de andar a rastejar pelo chão decidiu comê-lo.

A Diana Barreto, combinou os nomes da seguinte forma:
"O capitão Chuteira"
"A chuteira que matou o capitão"
"A chuteira do capitão"
"Um portal na chuteira do capitão"

Entre estas combinações, escolheu o título
 "A Chuteira que matou o capitão"
Sindical, o capitão do Lenço de Atum Clube, morreu. O caso aconteceu no balneário, depois do treino da manhã, quando tirou a chuteira. Sindical morreu intoxicado com o chulé que respirou.
O treinador ainda não sabe o que vai fazer...

O Rafael Vieira imaginou as combinações:
"O Capitão Chuteira"
"A chuteira do capitão"
"A chuteira perdida do capitão"
Quanto ao seu texto,  teve o título
"O capitão Chuteira"
O capitão Chuteira era uma pessoa que queria ser como o Capitão América, mas para não copiar usou uma chuteira em vez do escudo. Para ter a mesma honra, tentou salvar o mundo de um meteoro que estava quase a cair numa montanha, só que ele ao tentar dar um pontapé no meteoro... Booommmm!!!!
O capitão Chuteira foi para o hospital onde teve a visita do Capitão América que lhe disse:
- Sei que queres ser como eu, mas não arrisques a tua vida por isso!
Tens uma longa vida pela frente e poderás fazer outras coisas também muito importantes.

Quanto ao Rafael Raimundo, combinou os nomes assim:
"O capitão Chuteira"
"A chuteira do capitão"
"O capitão e a chuteira amaldiçoada"
Entre estas combinações, escolheu o título
"A chuteira do capitão"
Era uma vez um peru muito matreiro que vivia num galinheiro. Esse peru era conhecido pelos animais da sua quinta como o "Capitão", porque todas as noites ele fugia da quinta para ir passear sozinho e voltava de madrugada.
Uma noite, durante a sua saída noturna, viu umas luzinhas no meio da escuridão.
Aproximou-se e viu um gato muito feio a surgir por detrás de um arbusto.
- Sai daqui seu peruzito ou então será a última coisa que vais ver são os meus dentitos - disse o gato.
O capitão com receio de ser comido pelo gato, fugiu.
De repente, tropeçou em alguma coisa ...tentou perceber o que era...ficou surpreso quando viu que tinha tropeçado numa chuteira apropriada para a sua patinha de peru.
Calçou e caminhou para a quinta.
Entretanto encontrou o gato com quem tinha conversado há minutos atrás:
- Oh! que bela chuteira, peruzito! Podes dá-la aqui ao teu amigo? - perguntou o gato.
- Não, pois a chuteira é do Capitão - respondeu o peru.
O gato deixou-o ir.
No dia seguinte, Dia da Ação de Graças, o filho mais novo dos donos da quinta foi escolher o peru para se comer ao jantar. Escolheu logo o "Capitão", pois tinha uma chuteira muito gira.
Pronto! Capitão no prato!
"Quem tudo quer, tudo perde"


Sem comentários:

Publicar um comentário