14.11.15

À descoberta da criatividade na escrita - 2ª Sessão

A palavra "vida" surge em muitas expressões nas mais diferentes situações:
"tens uma vida pela frente"
"é uma criança com muita vida"
"mete-te na tua vida"
" vida tem altos e baixos"
"é assim a vida"
...
Mas, afinal o que é a vida?

Hoje na oficina de escrita, os alunos do 6º ano foram desafiados a recortarem várias imagens de revistas para de seguida fazerem uma composição com a colagem dos vários recortes, de acordo com o título

"É a vida"
 

Assim,  utilizámos a imagem como elemento desencadeador da criatividade.

O Tiago Figueiredo e o Rafael Raimundo, após terem feito a sua montagem de recortes, sentaram-se numa mesa junto à janela e entre um olhar pela paisagem...

 ...e a observação atenta das imagens coladas, foram surgindo as palavras, os versos, as rimas...o poema.

 É a Vida


A vida é tão bem vivida
Até que ficamos com sede
E precisamos de uma bebida.

A vida é divertida
Mas precisamos de comida.

Uf! Estou estoirada!
Diz a minha mãe abalada
Tenho a vista tão cansada
E os dedos a arder
De tanto escrever.
É a vida!

A vida pode ser dançada
e muito organizada.
Até pode ser lida
"É a vida".
            Tiago Figueiredo



 É a Vida

A vida é uma alegria
Que é feita de estudar
Muita gente numa sala
Sempre, sempre a trabalhar.

A vida é uma alegria
que é feita de cozinhar
para sempre termos
bom almoço e bom jantar.

A vida é uma alegria
que é feita de sonhar
uma casa de sonho
bem à beira-mar.

A vida é uma alegria
que é feita de amizade
quando nos separamos
temos sempre muita saudade.

A vida é uma alegria
que é feita de brincar
chama os teus amigos
quem será o melhor a apanhar?

A vida é uma alegria
feita para amar
alguém sempre ao teu lado
em que podes confiar.

A vida é uma alegria
que é feita para pensar         
pensa duas vezes
antes de me chatear.
                               Rafael Raimundo

Quanto à Rita Durão, foi viajando entre as páginas das várias revistas e escolhendo as imagens reveladoras do seu "eu"...
 A minha vida é assim...




É assim a minha vida
Cheia de adrenalina
Como a avó Francelina.

É assim a minha vida
Sempre muito colorida
Basta olhar para esta fila
e ver a minha mochila.

É assim a minha vida
Uma alegre correria
Sou desportista
Todo o santo dia.

É assim a minha vida
Adoro ver o mar
E gosto de me mascarar.

É assim a minha vida
Com muita música no ar
Só me apetece dançar.





Em relação à Diana Barreto, aluna do 5ºano, o desafio foi outro: viajar por algumas obras literárias à sua escolha.
A Menina do Mar e A Fada Oriana, da autoria de Sophia de Mello Breyner Andresen, foram as obras escolhidas.
A viagem pela leitura das narrativas das obras escolhidas serviu para identificar e registar:
- personagens
- locais/espaços onde decorre a ação
- estados do tempo
- objetos importantes para o desenrolar da ação.

Além desta tarefa, ainda teve tempo para realizar uma pesquisa de onomatopeias em livros de banda desenhada, registá-las e identificar o significado de cada uma delas.

Todas estes registos serão utilizados numa próxima sessão aquando da construção de uma narrativa.
Efetivamente, a melhor maneira de desenvolvermos a criatividade nas crianças e jovens é fugir de lhes dar uma folha em branco.

Sem comentários:

Publicar um comentário