8.3.15

António Torrado na EB de Alexandre Herculano - Os preparativos

 O dia 26 de fevereiro, dia marcado para o Encontro com António Torrado, aproximava-se a passos largos e os preparativos eram muitos.
Assim, algumas turmas do 5º ano  (B, C, D e E) receberam a visita da professora bibliotecária que lhes leu o início do conto "A Cerejeira da Lua", extraído da obra A Cerejeira da Lua e outras histórias chinesas, da autoria de António Torrado.

"A Lua fita-nos quando a fitamos? Não. Nunca. Se a chamarmos, deste canto da Terra, a Dama Toda Branca embuça-se de mistério e faz de conta que é a Bela Adormecida. Presunçosa.
Como se toda a gente não soubesse que a Lua deixou de ser inacessível... Botas memoráveis pisaram-lhe a superfície desolada. Satélites zumbem à sua volta. Telescópios potentíssimos perscrutam-lhe todos os socalcos, rugas e verrugas.
A Lua é a nossa vizinha defronte. E, ao perto, nada bonita, por sinal!
Quem se atreve a dizer-lho? Não contem comigo.
Aliás, pouco importa. Ela que nos ignore. Que dirija a atenção para a distância azul da noite. Que recorde outros tempos, antigas glórias. Que sonhe. Deixem-na sonhar.
Entre muitas evocações mimosas a Lua sonha com o imperador Meng Uóng, que dela se enamorou. Onde isso vai".
(...)
O conto ficou por aqui com a promessa de uma segunda visita para a sua leitura completa.

Numa segunda aula, a professora bibliotecária leu o conto completo.
Durante a leitura, dialogou-se sobre a ação e registaram-se todas as palavras desconhecidas. Além desse registo, identificaram-se alguns assuntos sobre os quais gostariam de fazer uma pesquisa em livros da biblioteca.
Na biblioteca, identificaram-se as secções onde iriam buscar livros para a sua pesquisa: China (geografia/ cultura/ história) Lua, cotovia, teatro, significados de palavras.



Sem comentários:

Publicar um comentário