6.3.17

Recordando David Mourão-Ferreira...

David Mourão-Ferreira, o poeta recordado, hoje, dia 6 de março, com o seu poema "Paisagem".


Paisagem
Imagem recolhida no site "Ensina RTP"

Desejei-te pinheiro à beira-mar
para fixar o teu perfil exacto.

Desejei-te encerrada num retrato
para poder-te contemplar.

Desejei que tu fosses sombra e folhas
no limite sereno dessa praia.

E desejei: " Que nada me distraia
dos horizontes que tu olhas!"

Mas frágil e humano grão de areia
não me detive à tua sombra esguia.

(Insatisfeito, um corpo rodopia
na solidão que te rodeia.)

          David Mourão-Ferreira


Quanto ao nosso jovem poeta, ou melhor, poetisa, é a Sara Domingos com o seu poema "A Festa das Emoções".

A Festa das Emoções

A Raiva quis dar uma festa,
Mas quem seriam os convidados?
Seria na clareira da floresta,
Na floresta dos Afortunados.

Começou por convidar o Ciúme,
Mas este estava com inveja do Amor.
O Amor usava um perfume,
Que lhe causava imenso calor.

A Amizade aceitou de imediato,
Com Bondade e Carinho,
Mas logo lembrou a Raiva,
Que tinha de levar um miminho.

Muito alegre com o convite ficou a Felicidade,
Mas estava zangada com o Medo,
O Medo não queria ir,
Pois não gostava do arvoredo!

A Tristeza não parava de chorar,
A Raiva tinha-lhe dito que não a convidava.
Mas logo veio a Surpresa,
Dizendo que nada a incomodava.

Espantado com a festa ficou o Arrependimento
Mas com pena da Tristeza,
Não podia faltar
Àquele momento!

A floresta dos Afortunados
Encheu-se de Emoções,
A festa foi de arromba
Encheram-se corações.

Corações que juntos batam num só,
Com paixão e sentimento,
Pois estão dentro de nós,
Em todo e qualquer momento.

                          Sara Domingos
                          EB Fontainhas




Sem comentários:

Publicar um comentário